sábado, 27 de setembro de 2008

Sopa do caçador

Ingredientes
500g de carne de veado cortada em cubos grandes
750g de carne de vaca cortada em cubos grandes
1 perdiz
1 pombo bravo
1 faisão
3 talos de aipo médios picados
250g de cenouras aos pedaços
350g de nabos aos pedaços
500g de cebolas picadas
1 ramo de salsa pequeno
2 ½ colheres de chá rasas de grãos de pimenta-preta
2 litros de água
5 dl de vinho tinto encorporado
12 cebolinhas descascadas
700g de batatas aos quartos
650g de couve-branca cortada em tiras grossas
3 talos de aipo médios ás rodelas finas
6 grãos de pimenta-da-jamaica
3 bagas de zimbro esmagadas (facultativo)
Sal e pimenta preta moída na altura
800g de coelho ou lebre sem osso e cortado aos cubos
3 colheres de sopa rasas de farinha temperada com sal e pimenta
60g de manteiga ou margarina
1,5dl de Vinho do Porto

Tempo de preparação: 1 hora e 30 minutos

Tempo de confecção: 4 horas

Receita para: 6 pessoas

Ponha a carne de veado e de vaca numa panela grande. Retire as pernas à perdiz, ao pombo e ao faisão e ponha-as também na panela. Desosse a carne do peito das aves e retire a pele. Corte a carne aos cubos e guarde no frigorífico num recipiente tapado.

Deite a carcaça e a pele na panela. Junte o aipo, as cenouras, o nabo, as cebolas, a salsa, os grãos de pimenta, a água e o vinho tinto e leve a fogo médio. Quando levantar fervura, reduza o fogo, retire a espuma que se formou à superfície, tape parcialmente e deixe fervilhar durante 3 horas, retirando a espuma de vez em quando. Passe o caldo por um coador para um tacho grande e deite o resto fora.

Junte ao caldo as cebolinhas, as batatas, a couve, o aipo, a pimenta-da-jamaica e o zimbro (se quiser), tempere com sal e pimenta a gosto e leve a fogo forte. Quando levantar fervura, reduza o fogo, tampe o tacho e deixe cozer durante 30 minutos.

Entretanto, misture os cubos de peito das aves com os do coelho ou lebre e envolva-os na farinha temperada. Sacuda o excesso de farinha. Numa frigideira grande, aloure a carne na manteiga, previamente derretida e junte à sopa. Na mesma frigideira grande, deite o vinho do Porto e deixe levantar fervura, raspando com uma colher de pau a gordura que ficou agarrada ao fundo. Deite o vinho do porto na sopa e deixe fervilhar durante mais 30 minutos.

Vinho:

Caro... mas...


Dolium Malbec Gran Reserva 2000
Argentina

R$ 230.00

Comentários do Enólogo / Notas de Degustação
Suas uvas são plantadas em Finca Porri, Chacras de Coria, Luján de Cuyo, Mendoza. As condições climáticas desta zona permitem a obtenção de excelente cor e a maturação perfeita dos taninos, com invernos bem marcados e secos. Com dias de muito sol no verão, e uma boa amplitude térmica, a gama de sabores é ampla. Os rendimentos, muito baixos, são de 4.500 kg/ha, ou cerca de 32 hl/ha. Produzido com uvas Malbec 100%, provenientes de um vinhedo com plantas de 50 a 90 anos de idade. As uvas são colhidas manualmente, em pequenas caixas, nas primeiras horas da manhã. São desengaçadas, e inicia-se a maceração a frio (14-18C), que dura cerca de 48 horas. Após o início natural (sem inoculação) da fermentação, realizada em tanques abertos, realizam-se remontagens diárias. Degustações constantes orientam o prosseguimento da fermentação. O tempo total de maceração é de 28 dias, e a temperatura máxima é de 30 C. Após o dreno do tanque, faz-se a prensagem das cascas em prensas pneumáticas. O vinho é então transferido para barricas de carvalho francês novas de 225 litros, onde permanece por 20 meses. Uma vez terminado o processo de maturação em barricas, procede-se ao engarrafamento, sem clarificação ou filtração. Cor rubi profunda, com sombras azuis/violáceas escuras. Aroma de frutas vermelhas e pretas, muito elegante, que se abre mostrando traços de couro, defumados, especiarias, baunilha, chocolate e grãos de café, com o finíssimo carvalho francês muito bem integrado. Na boca exibe notável extrato, com sabores complexos, intensos e elegantes de amoras, cassis, menta, frutos silvestres vermelhos, muito bem suportados por uma estrutura de taninos abundantes, porém macios e elegantes. A acidez é muito equilibrada, firme, realçando todo o conjunto. A concentração e a persistência comprovam a idade dos vinhedos. O final é muito harmonioso, ecoando toda a sua classe. Já pode ser consumido, mas vai desenvolver grande complexidade, e devido à sua estrutura de álcool, taninos, concentração de fruta e extrato vai ter longa vida.


Harmonização com Pratos
Os melhores pratos de carnes vermelhas nobres, preparações sofisticadas da alta cozinha, queijos finos.

Produção
4.500 garrafas

3 comentários:

Olhos de mel disse...

Hum... confesso que quando comecei a ler a receita, pensei que fosse uma brincadeira. Não sei qual o sabor que fica. Mas hoje em dia, aqui principalmente acho difícil preparar. Creio também q ue não comeria. Mas é muito bom saber que realmente a receita existe.
Bom fim de semana!
Beijos

Maestro Alex - BDSM - SSC disse...

JÁ EXPERIMENTEI E É MUITO BOM! PRA QUEM GOSTA...

CÓDIGO SECRETO disse...

Olhos de mel

nosso cardapio esta ficando bem variado ..graças a ajuda do M.Alex
Mas bem que a amiga poderia nos ajudar co receitas bem apimentadas e saborosas ...
Pensa e se quiser me fale te mando convite

beijos no coração